domingo, 25 de março de 2012

Prefeito invade Sindicato dos Servidores Municipais de Coelho Neto


A ação protagonizada pelo atual prefeito de Coelho Neto-MA no início da noite de ontem (24) na sede do Sindicato dos Servidores Municipais chocou a população do município. Tudo começou quando algumas pessoas que fazem parte da atual administração, entre elas a secretária de saúde, senhora Rosângela Curado, resolveram organizar e liderar uma “manifestação” de pessoas contratadas sem concurso público que se deslocou pela Avenida Santana com o propósito de ir à frente do sindicato onde haveria uma Assembleia Geral daquele sindicato em comemoração aos seus 23 anos de luta em defesa dos servidores municipais coelho-netenses. O motivo dessa “manifestação” seria  pelo fato de o sindicato pressionar o governo municipal a dá posse aos aprovados no último Concurso Público Municipal que já foi prorrogado uma vez e que perde a validade no mês de maio.

O grupo de “manifestantes” a principio foi contido pela polícia militar evitando assim a invasão do sindicato, mas logo depois quando os sócios do sindicato se preparavam para iniciar a Assembleia foram surpreendidos pelo próprio prefeito da cidade que furou o cerco da polícia que estava cerca de 200 metros levando consigo todos os manifestantes e com chutes ele mesmo derrubou o portão do sindicato invadindo e agredindo algumas pessoas. Uma senhora contratada pelo sindicato para filmar o evento foi a primeira vítima do prefeito enfurecido que a agarrou pelo pescoço, a derrubou no chão, e com extrema violência tomou-lhe a filmadora. Uma brutalidade inenarrável.
Havia crianças no local e no desespero mães se trancaram com seus filhos nos banheiros da instituição. Câmeras fotográficas e alguns aparelhos celulares foram tomados com violência a mando do próprio prefeito que transtornado se preocupava em eliminar todos os registros de sua ação grotesca contra pais e mães de família. Pessoas simples e ordeiras. O dirigente sindical Lima Júnior foi uma das vítimas do grupo liderado pelo prefeito e ficou bastante machucado. A imagem fala por si.
O evento do sindicato foi comunicado com antecedência às autoridades policiais do município e o documento enviado tanto à polícia Civil quanto à polícia Militar já alertava a respeito dessa manifestação liderada por pessoas da atual administração e que isso poderia representar risco de violência e tentativa de invasão, mas infelizmente isso não foi o suficiente para evitar esse triste ocorrido.
O fato foi imediatamente comunicado ao vice-governador do Maranhão e cerca de 50 minutos depois chegou à cidade uma viatura do GOE e mais viaturas da Polícia Militar da Cidade de Caxias e Duque Bacelar. Os advogados do Sindicato Dr. Walkmar Neto e Dr. Tiago foram acionados de imediato pela Direção da instituição. Dr. Walkmar Neto mora na cidade de Caxias-MA, mas chegou junto com as viaturas policiais.
Sob orientação jurídica e com a garantia de sua integridade física as pessoas agredidas foram à Delegacia de Polícia registrar B.O e ao “Hospital Municipal” fazer exame de corpo de delito. A ida ao hospital foi acompanhada por uma viatura do GOE de Caxias-MA, visto que havia rumores de que o prefeito lá estaria aguardando a chegada dos sindicalistas.

O que se viu na noite de ontem (24) na cidade de Coelho Neto foi uma verdadeira afronta ao estado de direito. Prefeito invadir sindicato é algo jamais visto na história do Maranhão. Mas em Coelho Neto atualmente parece que tudo pode. Estranhamente, parece que tudo pode. Até quando seremos obrigados a suportar essa ditadura?   

7 comentários:

  1. E uma vergonha puro coronelismo em pleno seculo 21!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A brutalidade desse Prefeito é totalmente contra os direitos humanos, ato de crueldade, irresponsabilidade. Pessoa que é colocada no governo pelo povo e não tem a competencia de administrar, usa o coronelismo de forma cruel. Xô para esse mal exemplo de governante.

      Excluir
  2. Me solidarizo com o comapanheiro osmar, quero dizer que em sao benedito do rio preto as contrataçoes irregulares de pessoas que tem apenas o ensino medio para darem aula acontece "normalmente" sem que o prefeito sequer de a minima para as açoes que correm na justiça para nomeaçao dos concursados de 2007. o que acontece em coelho neto pode ser em funçao da expectativa do gestor em imaginar que nao se reelegerá ou eleja seu sucessor.
    benedito da penha

    ResponderExcluir
  3. É PROVÁVEL QUE ELE FIQUE IMPUNE, POIS DA FORMA COMO ELE FALOU NA RTV-LOCAL, ELE QUE FOI A VÍTIMA. MAIS QUEM VIU TUDO, FORAM CENAS DE VANDALISMO.

    ResponderExcluir
  4. MARIA DO CARMO DOS SANTOS27 de março de 2012 21:52

    Lamentavel, é difícil acreditar em fatos como este.

    ResponderExcluir
  5. O Sindicato tem que realizar um ato de desagravo comvidando todos os sindicalista da região.

    ResponderExcluir
  6. O SINSEREP-TU,de Turilandia,manifesta-se com total repúdio ao ato covarde do gestor contra o sindicato,isso é plena atitude de coronelismo em pleno século 21,mas isto vem mostrar que não está nem um pouco preocupado com o povo que o elegeu,justiça nele.

    ResponderExcluir