VOCÊ É CONTRA OU A FAVOR DO FINANCIAMENTO PÚBLICO DE CAMPANHA?
A FAVOR.
CONTRA.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Click: Parabéns, Socorro Mendes!!!


O dia hoje é dela (professora Socorro Mendes) e o Blog não poderia deixar de homenageá-la pela passagem dessa data tão importante em sua vida desejando-lhe: saúde, paz, prosperidade e muito sucesso!!!!

Parabéns!!! Feliz aniversário!!!
 

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Imagem do dia: Moradores e visitantes na escuridão.



A imagem que não dá pra se ver quase nada foi feita há poucos minutos e mostra a situação de um trecho da Rua do Anil, no bairro Anil. Já faz alguns dias que as proximidades da Escola José Barreto estão totalmente às escuras.

Só lembrando que o problema pode ser constatado em outras ruas do município e que a iluminação pública é de responsabilidade da prefeitura municipal.

Atenção senhor prefeito de Coelho Neto, Soliney Silva! Vamos passar uma boa impressão aos nossos visitantes! Mande resolver essa situação urgentemente! 

Lembrando ainda que na citada escola estão hospedados alguns irmãos da Assembleia de Deus que se encontram no município participando da  Convenção dos Pastores da Assembleia de Deus do Estado do Maranhão.


sábado, 13 de dezembro de 2014

Anunciada Programação da Posse de Flávio Dino.


O governador eleito do Maranhão Flávio Dino (PC do B) tomará posse do cargo no dia 1º de janeiro, às 15h, na sede da Assembleia Legislativa do Maranhão, em São Luís. A informação foi confirmada ao G1 neste sábado (13) pela assessoria do futuro governo.

Após a posse, o atual governador Arnaldo Melo (PMDB) passará o cargo ao governador eleito, em solenidade marcada para as 17h, no Palácio dos Leões, sede do executivo estadual.

O governador já anunciou os nomes que comporão a equipe de governo nos próximos quatro anos. A posse de todos os secretários foi definida para o dia 2 de janeiro, às 9h, no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana.

Flávio Dino foi eleito governador do Maranhão em primeiro turno, no dia 5 de outubro. O pecebista obteve 1.877.064 votos (63,52% dos votos válidos), contra 995.619 (33,69%) de Lobão Filho (PMDB). O governador eleito terá como vice o deputado federal Carlos Brandão (PSDB).

Perfil

Flávio Dino de Castro e Costa tem 46 anos, é casado e tem três filhos. Natural de São Luís, possui graduação em direito pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Em 1994, foi aprovado em concurso público para juiz federal, cargo que exerceu por até 2006, quando deixou a carreira para entrar na política.

Neste ano, foi eleito deputado federal. Em 2008, candidatou-se a prefeito de São Luís e foi derrotado por João Castelo (PSDB). Em 2010, candidatou-se para governador do Maranhão e perdeu para Roseana Sarney (PMDB). Em 2011, assumiu a presidência da Instituto Brasileiro do Turismo (Embratur), cargo que ocupou até este ano, antes das eleições. (G1)

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Vereador “rebelde” não suporta pressão e renuncia ao cargo na Mesa Diretora.

                                         Vereadores que contrariam o prefeito Soliney



Um dos mais comentados assuntos pela plateia durante a realização da primeira sessão da Câmara Municipal de Coelho Neto após a conturbada eleição da Mesa Diretora foi a carta de renúncia de um dos cinco vereadores que compõem o grupo dos chamados vereadores “rebeldes”. O vereador Júnior Santos protocolou no final da tarde desta quinta-feira (11) uma carta renunciando ao cargo de Primeiro Secretário da nova Mesa Diretora alegando fórum íntimo. 


                                            Clique na imagem para melhor visualização.
 
Nos bastidores ouvia-se que o rapaz foi bastante pressionado por familiares e que a situação teria se agravado com a demissão de seu pai, que ocupa o cargo de subsecretário de educação do município e também da esposa do edil, o que teria levado o moço a tomar tal decisão, visto que essa seria uma das imposições do prefeito Soliney para que os vereadores que o contrariaram na eleição da Mesa da casa voltassem a pertencer ao governo.

O certo é que o referido parlamentar após o gesto de abandonar seus companheiros de chapa não deu as caras na sessão. Os outros quatro vereadores lamentaram o ocorrido, mas evitaram tecer críticas ao mesmo.

Acontece que, segundo informações, o prefeito exige a renúncia de todos os cincos dos cargos da nova Mesa Diretora e não apenas de um ou parte deles. 

Vendo por esse lado, o gesto do vereador Júnior Santos não faz muita diferença se os demais continuarem firme como estão afirmando. A diferença seria ele não ter votado na chapa no dia das eleição.

Se o prefeito tiver esse entendimento, a única coisa a que o vereador pode colher desse gesto de renunciar ao cargo é o sentimento de derrota por não ter conseguido manter a decisão tomada e a reprovação popular pela atitude de abandonar seus companheiros neste momento de provação. Até mesmo porque ninguém em sã consciência iria achar que o prefeito ia aceitar ser contrariado e ficar de braços cruzados.

O blog se coloca à disposição, caso o vereador citado queira se pronunciar sobre o assunto.




Agora lascou! Parentes e aliados de vereadores “rebeldes” são demitidos pelo prefeito.

                                                       Imagem Portal Coelho Neto.

Depois da grande derrota do prefeito Soliney no episódio da eleição da Mesa Diretora da Câmara parece que o caldo engrossou. Comenta-se que como forma de pressionar os edis que contra a vontade do prefeito resolveram montar a chapa que acabou vencendo a disputa, o mesmo teria exigido que para que os chamados“rebeldes” pudessem continuar pertencendo à base aliada teriam que renunciar aos cargos da mesa para os quais foram eleitos. 

Percebendo que os vereadores em questão não deram sinais de que tomariam tal decisão o prefeito então partiu para medidas drásticas demitindo parentes e aliados políticos desses vereadores.

Entre as pessoas que acompanham as ações políticas no município há quem diga que tudo isso não passa de uma jogada do prefeito para alinhar os chamados “rebeldes” aos caprichos dele. Como teria feito com os integrantes do PPS recentemente. Será??

Resta saber se de fato os vereadores que disseram não à interferência do prefeito na eleição da Mesa Diretora do legislativo vão aguentar a pressão. Há informações de que até veículos, supostamente de propriedade de dois dos parlamentares teriam deixado de fazer a prestação de serviço para a prefeitura. 

Não custa lembrar que essa derrota do prefeito teve a participação importante dos vereadores da oposição Osmar Aguiar e Cristiane Bacelar que votaram na chapa liderada pelo vereador Márcio Almeida. 


Agora é esperar pra ver se o prefeito anda com esse gás todo para fazer os vereadores “rebeldes” pedirem arrego.

Façam suas apostas!